24 de março de 2009

Fumaça de Delfos

O Grifo, que já foi pitagórico, agora anda numas de Delfos; queima umas folhas numa fogueira, anda em volta e diz que tem visões proféticas.
- Qual o que, Grifo, tudo bobagem, você está é fumando alguma coisa proibidona...
- Estou te dizendo, é coisa seríssima e você aí brincando... E nessas horas a gente tem que ouvir, pois o Grifo faz um ar severo, de ave de brasão d´armas.
Pois num desses dias, segredou-me que em seus devaneios proféticos previra que a incensada candidata a presidente Dilma Roussef lá pelo começo do ano que vem deixaria de ser candidata.
- Mas como, Grifo, tá todo mundo dizendo, os jornais todos...
- Tudo bobagem, naturalmente; isso não devia espantar ninguém. O que os jornais escrevem não serve para nada, dada a textura do papel.
Enfim, começou lá uma arenga contra a imprensa e tal; mas o negócio da Dilma ele confirmou. Em abril do ano que vem não será mais candidata a presidente. E mais não disse, embora eu perguntasse, então quem vai ser, como é isso? Disse que surgirá uma aliança com uma figura de grande popularidade. E ficou nisso, o bicho realmente é teimoso.
Vou ficar de olho, ver que raio de folha o Grifo põe nessas fogueiras.
Postar um comentário