11 de novembro de 2017

3 de novembro de 2017

Têmis não negocia nem faz acordos


O Grifo já havia previstohá algum tempo que os arroubos desmedidos dos juízes de nosso país, cassando mandatos e presidentes e preservando outros mandatos e outros pretensos presidentes ainda iriam voltar-se contra eles, contra os magistrados, que sempre tiveram um poder inquestionado em nosso país ignorante; apenas as sentenças vasadas em uma linguagem de um parnasianismo anabolizado já serviam para afugentar o homem do povo do contato com essas sumidades, esses semi olímpicos. Agora em breve veremos quanto custa uma sentença, saberemos com certeza que as malas pretas que compram consciências e vontades em todos os poderes nunca deixaram de aparecer nos tribunais. Saberemos isso, mas não ficaremos melhores por causa disso, faltará ainda chegar o dia em que sacudiremos todos os vendilhões e escorraçaremos os  salteadores do povo; por enquanto, cada fato assombroso é mais uma pedra que se acumula na montanha de nossa resignação. 

31 de outubro de 2017

Visagem profética de O Grifo


Todos sabem que o Grifo é dado a visagens proféticas.

Como essa, em que revelava, com três anos de antecedência, a irrefreável decadência de nosso futebol, cujo marco simbólico foi a Copa do Mundo de 2014.
Aquele jogo do fatídico 7 a 1 é o antípoda simbólico do Um a Zero que Pixinguinha eternizou em mil e novecentos e se não me engano dezenove.

Portanto, meus amigos, leiam esta página com frequência porque as visões proféticas não dão em árvore.

Quanto ao futebol, pobre bola, nunca mais, nunca mais, como diria um urubu agourento...

28 de outubro de 2017

O impalmável 

Digito sensério aélio sine poena
cine poema
as lembranças de barro, kenningar 
desavindo  a sutis subtrações, agrave:
respira como raiz
ressoa como refrão


28 de abril de 2017

Dia da greve geral

Hoje é dia da greve geral no Brasil inteiro. Ontem a Rede Globo de Televisão, concessionária de televisão e monopolista do setor, ignorou o acontecimento em seu programa jornalístico noturno. Agora vem minimizando o tamanho da greve, em que a cidade parou. Nada funcionou. Todo o transporte público parado.
Sempre assinala que o "movimento" (nunca se fala "greve") é de "sindicalistas", palavra estigmatizada, como se fossem bandoleiros.
A luta contra a precarização total das relações de trabalho, contra a terceirização generalizada e contra o fim das leis trabalhistas tem seu maior inimigo na rede de tv que é o líder do governo no congresso.
Mas a corda está esticando, as pessoas vem percebendo o tamanho do estrago feito contra elas pelo governo do golpe; essa campanha sem trégua da globo vai erodir o seu poder, a sua capacidade de conduzir a opinião pública vai ficando minada, como mostra a rejeição total a Temer, o impostor golpista.