23 de dezembro de 2008

Bimbalham os sinos!

Nesta época festiva, de congraçamento entre os seres humanos (?), quando por toda parte bimbalham os sinos, custa um certo esforço fazer a pergunta: celebramos bem o que, no afinalmente das contas? Estaremos promovendo uma réplica de antigas celebrações do solstício de inverno, base de tantos cultos e ritos, noites mágicas e místicas... do hemisfério norte? Nós, os antípodas, devemos celebrar o natal talvez em junho.

Nada disso, um coro clama, celebramos a vinda do Salvador, o deus feito homem em humilde manjedoura, que redimiu toda a humanidade. Bem, aí é outra coisa; celebremos então o natal, mas o que é que faz em toda parte esse velho viciado em xarope de coca?

Postar um comentário