11 de fevereiro de 2011

Por uma manobra nojenta, o governo de S. Paulo quer dar uma montanha de dinheiro público ao consórcio inepto que abriu a cratera na marginal Pinheiros, na obra da Linha Amarela, para tocar a obra da chamada linha Lilás.
Ornato urbano - o colosseum paulistano
Que bom!
Como foi conveniente a "descoberta" de "indícios" de "alguma coisa" na licitação da linha Lilás, nunca esclarecida. Aliás, uma auto-denúncia. Permitiu que, agora, o governo encontrasse a solução luminosa das PPPs.
Postar um comentário