18 de junho de 2011

Lógica do sono e do enjôo

Por não mais saber o que sabia, procurou a sabedoria dos velhos manuais.
A lombada imponente sempre ajudava.
Cogito ergo sum
Credo quia absurdum
Então chegou a formular esta certeza: Não é porque acredito que será falso.
E outro axioma de seu sistema particular, aparentemente contraditório com o primeiro: Caso eu imagine alguma coisa, provavelmente ela não acontecerá nos mínimos detalhes. A previsão e a profecia são impossíveis.
Não consta que tenha vivido melhor ou pior que os outros por acreditar em tais postulados, mas sofreu muito de insônia.


Postar um comentário