10 de maio de 2010

O que me alegra numa 2ª de manhã

Segunda feira de manhã, de frio e garoa, dia de pegar trânsito na Av. Ibirapuera e 23 de Maio até a Sé, sair correndo de casa, o que me alegra nessa manhã quase funesta?
Ligar o rádio na CBN e ouvir o locutor anunciar o Grande Guia de Povos José Serra, entrevista ao vivo.
Ah, que alegria. Começa a entrevista e o Serra está cordato, amável, todo adestrado, calminho que parece que tomou Rohypnol. Agora também ele escande as sílabas no final das frases que nem o Alckmim. O adestrador deve ser o mesmo.
Logo o Heródoto pergunta se ele é de esquerda, e o bicho já rosna, quer inverter a pergunta, fica contrariado. Mas acalma. Nos bastidores, alguém dá um biscoito pra ele. Segue a entrevista. Daqui a pouco, perguntam do Banco Central, aí pronto, o homem ficou nervoso, cortou a entrevistadora, e começou a babar e a agredir quem estivesse por perto, uma flor de pessoa desabrochando em sua plenitude.
Isso jogando em casa, numa emissora das "organizações Globo", com jornalistas amistosos. Ah, que alegria! Saí do carro dando risada, durante um ataque de apoplexia do nosso candidato, nosso lá deles, bem entendido.

2 comentários:

disse...

Escutar logo de manhã tal egrégia tribuna seria algum tipo de masoquismo seu? Pergunto isso porque o doutor cabo Zeller também comete essa penitência diária. Além de mim mesmo ter ouvido tal por dias a fio nos longíquos alvoreceres deste novo milênio.
(Rodri)

Enio de Freitas disse...

Amo ouvir CBN pela manhã, pra dar uma medida da direitice que teremos que enfrentar no dia-a-dia.
Meu colega de cátedra, o Heródoto (grego?)e suas tirads corinthianas, seu batman vigilante e disfarçando o apoio dado a tão ilustre político, hilário.