29 de novembro de 2015

Janelas

Dentro ou fora das janelas, chega das paisagens engarrafadas, vamos andar pela rua.

Vamos pelos espaços interditos, conversar com qualquer um, sobretudo os que não existem. Antes que diante dum espelho nada.
Postar um comentário