1 de abril de 2013

Soja Cáustica



As empresas de alimentos não têm responsabilidade social, isso não é novidade.

Agora, engarrafar soda cáustica e vender como suco de maçã é um pouquinho demais.


Suco HADES
Mas não é, como naqueles anúncios de quinquilharias da TV, não é só isso!!!

Os grandes varejistas estão prontos a enfileirar centenas de embalagens do suco ADES nas suas prateleiras, cortesia da UNILEVER.

Um sujeito da empresa vai ao jornal para dizer que não houve nada, praticamente nada, foram 96 garrafas de soda cáustica postas a venda, apenas; tudo está sob controle, não corram, como diziam os ETs em Marte Ataca.

O jornal Estadão publica que, por um engano, os varejistas estavam tirando o suco HADES das prateleiras, pois o problema tinham sido as apenas 96 embalagens, viram, com soda cáustica. Isso há alguns dias; estavam preparando a volta do produto às prateleiras.

E estão por aí, a venda, milhares de embalagens de suco HADES, não houve nada. Não corram, voltem para suas casas. Estamos sob a mais perfeita narcolepsia, uma lobotomia que não deixa marcas.

E o governo, esse paquiderme velho e carcomido, é um balcão das grandes empresas. A ANVISA foi rigorosíssima, tenho certeza, com a UNILEVER. Mas ela nem sentiu cócegas. Vá eu, incauto, criar porcos, e manter um discreto abatedouro dos gentis suínos na minha casa; afinal, eu acredito na livre iniciativa. A ANVISA será rigorosíssima comigo: eu vou sentir na pele, e no bolso, uma porrada da qual nem me levantarei tão cedo. Se é que um dia me refaço do golpe.

Frutos do mal

Então, meus amigos, continuem debatendo qual é o melhor partido, quem é o fulano que mais se dedica ao povo; no final, o resultado é indiferente, a ação do capital deve continuar. Quem fica reclamando pode ser até diagnosticado, a normalização dos comportamentos tem tido grandes progressos sob as bençãos da indústria farmacêutica.

Há uns anos atrás, um bom número de anos, quando o sistema era mais rudimentar, havia autoridades que se arvoravam a proclamar os benefícios da soja para a alimentação humana; imagine, vendia-se muita soja em grão, desprezando o Valor Agregado. Hoje, a coisa é bem mais sofisticada. Mas o interesse na soja é o mesmo: tem valor de commoditie porque é um grão que nem os ratos têm interesse. Nem sei se os fungos têm. Pode ser armazenada facilmente, durante muito tempo. Pode-se formar um estoque.
Postar um comentário