5 de março de 2011

Notícias à venda


Qual espaço não está, nos jornais?
Eu ainda leio quase todo dia o Estado de São Paulo. Nem sei porque, o hábito.
Desconfiado, leio. Nem tudo é verdade, muito é distorcido ou filtrado.
O noticiário político, sim. O noticiário de esportes, pode ser, quando tem interesses pesados.
O internacional, sem comentários.
A coluna social, essa virou de opinião. E noticiosa. O tamanho do porre que matou o presidente do TJ, só deu lá.
Agora, mexerem com a previsão do tempo foi demais. Antes do carnaval, nessa sequência de chuvas em São Paulo, inventaram que ia parar de chover. 0%  de chuva, é como eles escrevem. Saiu na 6ª, voltaram a repetir no sábado.
Ah, meteorologista erra? Nem tanto; até eu, que não distingo cumulus de cirrus, sabia que ia chover hoje. Meteorologista influencia as decisões das pessoas; o ramo do turismo é altamente interessado na previsão do tempo em um feriadão como esse. 
Não foi só no estadão, não; o rádio deu a mesmíssima previsão. Parece teoria conspiratória, mas não é; é a lógica do máximo desempenho aplicada às "modernas" empresas de comunicação.
O astrólogo previu a ascenção irresistível de José Serra. Agora,  a previsão do tempo. O último território virgem, parece, são os obituários. Será?
Postar um comentário