1 de dezembro de 2010

O exército venceu, e agora?

Agora o exército acabou de entrar num beco sem saída. Se o tráfico voltar, sairá derrotado; para não voltar, tem de ocupar território brasileiro e acossar cidadãos brasileiros. Falam em políticas públicas, em levar a cidadania a estes lugares onde o tráfico domina; será ótimo. No entanto, cidadania e ocpuação militar não combinam. Adesão a política pública sob mira de fuzis, sob tanques, não dá. Sei não. Tudo para uma Copa do Mundo cujo butim já está sendo dividido neste momento. Isso, no entanto, será o de menos. O pior é o precedente para embarcar numa "guerra às drogas" tipo Colômbia. O US Army está aí prá isso. Este é que é o fundo mesmo do beco sem saída. O único jeito é legalizar tudo. Crack é moléstia social grave. Colocar à margem da sociedade não adianta, se os caras já estão à margem. Pior do que o apenamento é a tributação, que vai diminuir as margens de lucro super assombrosas desse ramo, suprimindo uma origem importante de recursos para a corrupção em todos os níveis.

Postar um comentário