16 de agosto de 2014

cum artis dicendi

Ouvi dizer que numa vila em que nunca acontecia nada certo dia sujeito foi à junta comercial para registrar que as fazendas reunidas sta. Generosa tinham sido adquiridas por empresa grande da cidade.
Pois Celsinho da junta nem titubeou,  chamou o Juiz de Paz, mais uns grados do lugar, e logo o Juiz estava deitando discurso na frente do contador,  que não entendia nada: "Nesta ocasião, em que presenciamos este enlace patrimonial...";  lá fora,  vinha chegando o tocador de Eufônio, sozinho, pois não dera tempo da Sociedade Euterpe de Ouro reunir-se.
Postar um comentário